Microsoft confirma fim do MSN Messenger no início de 2013

A Microsoft acaba de confirmar, por meio do blog oficial do Skype , que o serviço de mensagens instantâneas Windows Live Messenger, mais conhecido no Brasil como MSN Messenger, será aposentado no primeiro trimestre de 2013 em todo o mundo, com exceção da China. O fim do serviço acontecerá após a integração das contas dos usuários do MSN Messenger com o Skype, serviço de comunicação por meio de voz sobre IP (VoIP), adquirido pela Microsoft em maio de 2011 .
De acordo com Tony Bates, presidente da divisão do Skype na Microsoft, os esforços de integração entre os dois serviços começaram há algumas semanas, quando o Skype lançou a versão 6.0 de seu aplicativo para Windows e Mac. Ela permite que os usuários de contas da Microsoft acessem o serviço sem criar uma nova conta exclusiva para o Skype. O sistema importará automaticamente os contatos dos usuários do MSN Messenger para o novo aplicativo.
Para usar o Skype com a conta do MSN Messenger, o usuário deve selecionar a opção de se conectar com sua conta da Microsoft na tela de entrada do aplicativo do Skype. Caso o usuário tenha contas nos dois serviços, agora será possível combinar as duas contas e manter apenas um login e senha. Ao concluir o processo, o usuário já terá sincronizado sua lista de contatos do Skype com a lista do MSN Messenger.
Rumores de que a Microsoft interromperia o serviço Windows Live Messenger começaram nesta segunda-feira (5), quando um site especializado em tecnologia publicou uma reportagem em que afirmava que o Skype se tornaria o serviço de comunicação principal da Microsoft. Atualmente, o Windows Live Messenger possui mais de 100 milhões de usuários ativos em todo o mundo.
Fim de uma era na Microsoft
O serviço de mensagens instantâneas da Microsoft surgiu em 1999. Inicialmente, o MSN Messenger foi um dos concorrentes do ICQ , comunicador instantâneos mais popular da época. Gradualmente, o MSN desbancou o ICQ e passou a ser a ferramenta mais popular de mensagens instantâneas.
Entretanto, na segunda metade dos anos 2000, o MSN passou a enfrentar a concorrência de outro mensageiro de peso, o Gtalk, do Google. Alguns anos depois, o MSN Messenger passou a concorrer também com o Facebook, que criou um sistema próprio de mensagens para seus usuários. Atualmente, o serviço tem cerca de 100 milhões de usuários ativos, segundo informação da própria Microsoft divulgada no site TheNextWeb.
O anúncio do fim do MSN Messenger é o terceiro das mudanças radicais que a Microsoft vem fazendo em seu portfólio de produtos. Em julho, a empresa anunciou um novo serviço de e-mail, o Outlook.com , que ganhou novos recursos, mais modernos, para concorrer com o Gmail. O produto substituirá o Hotmail, serviço de e-mail gratuito da Microsoft nos próximos meses, mas a empresa ainda não anunciou a data de fechamento da plataforma.
Neste ano, a empresa também lançou o Windows 8 , nova versão de seu sistema operacional, que chegou ao mercado com uma nova interface, radicalmente diferente do Windows 7. Com o novo produto, a empresa tenta atender ao mercado de tablets, já que a nova interface é otimizada para telas sensíveis ao toque, ao mesmo tempo em que mantém uma interface desktop para aplicativos de produtividade.